Notícias

Voltar
Em 2015 foi atingido novo recorde para as Renováveis
12 de Abril
Em 2015 foi atingido novo recorde para as Renováveis

A capacidade de produção de energias renováveis aumentou 152 GW ou 8,3% em 2015, a mais alta taxa de crescimento anual já registada, de acordo com os mais recentes dados divulgados pela Agência Internacional de Energias Renováveis ​​(IRENA). Segundo a edição de 2016 do relatório “Estatísticas sobre a Capacidade das Renováveis”, no final de 2015 havia 1.985 GW de capacidade de produção renovável a nível mundial.
 

“A implementação de energias renováveis ​​continua a crescer a nível mundial, mesmo tendo em conta os baixos preços do petróleo e do gás. Os custos decrescentes das tecnologias e uma série de factores económicos, sociais e ambientais estão a favorecer as energias renováveis ​​em relação às fontes convencionais”, explicou o Director-Geral da IRENA, Adnan Z. Amin. “Este crescimento impressionante, juntamente com o recorde de 286 mil milhões de dólares investidos em energias renováveis ​​em 2015, mostra aos investidores e decisores políticos um forte sinal de que as renováveis são agora a melhor opção para a produção de energia em todo o mundo.”
 

Em termos de distribuição regional, o crescimento mais rápido na capacidade de produção de energias renováveis aconteceu em países em desenvolvimento. A América Central e o Caribe tiveram uma expansão de 14,5%. Na Ásia, onde o crescimento foi responsável ​​por 58% da nova capacidade global de produção de energia renovável em 2015, a expansão foi de 12,4%. Na Europa, as renováveis aumentaram 24 GW (5,2%) e 20 GW (6,3%) na América do Norte.

“As significativas taxas de crescimento de capacidade em economias em desenvolvimento são uma prova das fortes perspectivas de negócios para a energia renovável”, disse Amin. “As energias renováveis ​​não são apenas uma solução para os países industrializados – elas também favorecem o crescimento económico nas economias de mais rápido crescimento no mundo em desenvolvimento.”
 

Pela primeira vez, em 2015, a maioria do investimento anual em energias renováveis, no valor de 286 mil milhões de dólares, foi feito nos países em desenvolvimento. Esta descoberta foi publicada na 10ª edição do Relatório anual do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (UNEP) que foi lançado em Março e também assinalou que "a produção de carvão e de gás atraiu menos de metade da capacidade máxima de investimento do que as energias renováveis no ano passado."