Notícias

Voltar
“A EDP prossegue o objectivo de colocar a energia ao serviço de todos”
31 de Outubro de 2018
“A EDP prossegue o objectivo de colocar a energia ao serviço de todos”
Guilherme Collares Pereira

A energia e, em particular, a electricidade continuam a desempenhar um papel crucial no desenvolvimento económico e redução da desigualdade. Consequentemente, a EDP prossegue o objectivo claro de colocar a energia ao serviço de modos de vida mais sustentáveis e tem investido fortemente em energias renováveis, eficiência e inovação.

 

Durante a última década, a EDP tem trabalhado para a universalização do acesso à energia sustentável e está agora a reforçar o seu compromisso. No âmbito da sua política de responsabilidade social, a EDP criou o Fundo AE2 (Access to Energy), cujo principal objectivo é contribuir para aliviar a pobreza energética apoiando projectos de energia limpa e sustentável em áreas rurais remotas.

 

O fundo irá concentrar-se em cinco áreas, nas quais a energia desempenha um papel fundamental: educação, saúde, água e agricultura, negócios e comunidade. Para a primeira edição deste programa, a EDP apoiará projectos no Quénia, no Maláui, em Moçambique e na Tanzânia, com um orçamento de 450.000€. As candidaturas serão avaliadas considerando critérios como relevância e impacto social; capacidade de implementação; parcerias; sustentabilidade; expanção; número de beneficiários; custos/benefícios.

 

Com este Programa de Acesso à Energia, queremos ajudar a transformar a forma como a energia é produzida, distribuída e consumida.

 

Outra das novidades é que a EDP acaba de entrar no capital da SolarWorks!, empresa com operação em Moçambique dedicada à comercialização de soluções descentralizadas de energia solar, junto de clientes domésticos e empresariais sem ligação às redes elétricas nacionais (off-grid). A aquisição desta participação minoritária, no valor de dois milhões de euros, representa um importante passo na estratégia do grupo na área do acesso universal a energia sustentável (A2E). 

 

Este investimento da EDP marca o arranque da nova estratégia definida para a área de A2E, na qual se comprometeu a aplicar 12 milhões de euros nos próximos três anos com o objetivo de impactar 200 mil pessoas, essencialmente em países em desenvolvimento. Além da promoção de energia sustentável para todos, esta estratégia permitirá à EDP tornar-se um operador A2E com relevância em mercados emergentes.

 

Dr. Guilherme Collares Pereira

Director de Relações Internacionais A2E, EDP

Vice-Presidente da ALER