Notícias

Voltar
BAfD apoia um melhor acesso à energia na Guiné-Bissau
5 de Outubro
BAfD apoia um melhor acesso à energia na Guiné-Bissau

O Banco Africano de Desenvolvimento anunciou que foi aprovado pelo Fundo de Energia Sustentável para África (SEFA) uma subvenção de 866 mil euros para preparar a construção de uma central hidroeléctrica em Saltinho, sul da Guiné-Bissau.


A central hidroeléctrica, com capacidade instalada de 20 megawatts, vai fornecer energia à cidade de Bissau e aos países vizinhos, no âmbito do programa regional de energia da Organização para o Desenvolvimento do rio Gâmbia (OMVG).


A verba destina-se à assistência técnica para estruturas o projecto, a fim de atrair investidores privados e contribuir para o financiamento dos bancos. A subvenção vai abranger um estudo de viabilidade técnica, a definição das relações institucionais e financeiras para criar uma produtora independente de energia ou criar uma parceria público-privada.


Quando concluído, o projecto deverá aumentar a capacidade instalada de produção de eletricidade da Guiné-Bissau, levando à diversificação energética e à consequente diminuição do custo médio de produção.


O Banco Africano de Desenvolvimento aprovou um pacote de 121,5 milhões de euros à Organização para o Desenvolvimento da Bacia do Rio Gâmbia (OMVG) para melhorar o acesso a electricidade e fornecer energia renovável, limpa e acessível na Gâmbia, Guiné, Guiné-Bissau e Senegal.


O Fundo de Energia Sustentável para a África (SEFA) é administrado pelo Banco Africano de Desenvolvimento e suportado em 54 milhões de euros pelos governos da Dinamarca e EUA, para apoiar projectos de energias renováveis e eficiência energética de pequena e média escala em África.