Notícias

Voltar
Cabo Verde ganha financiamento do SEFA para desenvolver um sistema inovador de dessalinização a partir da energia das ondas do mar
5 de Fevereiro
Cabo Verde ganha financiamento do SEFA para desenvolver um sistema inovador de dessalinização a partir da energia das ondas do mar

Em Cabo Verde, a 21 de Dezembro de 2015, o BAD concedeu 930.000 dólares americanos através do Fundo de Energia Sustentável para a África (SEFA) para desenvolver o primeiro sistema mundial de dessalinização movido a partir da energia das ondas.

O sistema Wave2O™, localizado na Praia Grande, em Cabo Verde, vai operar completamente “off-grid” e abastecer mais de 48,000 pessoas com água doce a um preço competitivo. Prevê-se que o sistema tenha uma capacidade de 4,000 m3/dia e irá eliminar 5.400 toneladas métricas de dióxido de carbono (CO2) por ano.
 

A Resolute Marine Energy (RME) Cabo Verde, subsidiária da RME dos Estados Unidos que irá desenvolver o projecto, considera o recurso energético das ondas oceânicas perto da costa abundante e particularmente adequado para o desenvolvimento desta nova tecnologia.
 

O acesso a recursos hídricos sustentáveis em Cabo Verde é o segundo mais baixo de qualquer um dos países da África subsariana. Os constantes cortes de água condicionam as condições de vida de toda a população. E embora Cabo Verde tenha bastantes recursos energéticos renováveis como o solar, eólico ou biomassa, a maioria da electricidade é produzida a partir de combustíveis fosseis importados. O programa Wave2O™ irá ajudar o país a alcançar a sua ambiciosa meta de substituir a produção de electricidade baseada em fósseis por 100% energias renováveis até 2020.
 

Esta solução revolucionária de produção de água está completamente alinhada com os compromissos do BAD para apoiar infraestruturas de energia, mitigação e adtapação às alterações climáticas, e acesso a água potável e agrícola. O projecto é também compatível com o  "Novo Acordo para a Energia em África" do BAD, a Energia Sustentável para Todos (SE4All) e os objectivos da Iniciativa África Energia Renovável (AREI) de aumentar a penetração de energias renováveis.