Notícias

Voltar
Doing Business 2016: Moçambique
28 de Março
Doing Business 2016: Moçambique

O Banco Mundial considera que a melhoria do ambiente de negócios em Moçambique continua a ser crucial para promover as empresas e a criação de emprego. O desempenho de Moçambique caiu, ligeiramente, no índice Doing Business de 2016 do Banco Mundial e ficou na 133.ª posição (128.ª no relatório anterior) a nível mundial, 13º de África, 8º na SADC e 4º na CPLP.


O relatório defende que são necessárias medidas decisivas para resolver as dificuldades na obtenção de crédito pelas Pequenas e Médias Empresas (PME’s) e reduzir o tempo que os potenciais investidores dedicam à abertura de novas empresas. O acesso à energia eléctrica acresce os desafios sobre a facilidade de negócios em Moçambique.
 

Várias economias como a de Moçambique recebem uma pontuação geral de 0 sobre a fiabilidade do fornecimento e da transparência do índice das tarifas domésticas ou comerciais.

A obtenção de electricidade constitui um dos indicadores críticos, de entre os avaliados, e no próximo relatório do Doing Business, já em curso, será medida a fiabilidade do fornecimento de energia eléctrica, com a medição da duração e frequência de cortes de energia.
 

O Doing Business é um relatório anual comparativo produzido pelo Grupo Banco Mundial que medem os regulamentos que estimulam os negócios e as que restringem. Apresenta indicadores quantitativos sobre as regulamentações de negócios e a proteção dos direitos de propriedade que podem ser comparados entre 189 economias.
 

O Doing Business cobre 11 áreas que afetam a vida de uma empresa. Dez dessas áreas estão incluídas no ranking deste ano sobre a facilidade de fazer negócios: abertura de empresas, obtenção de alvarás de construção, obtenção de eletricidade, registro de propriedades, obtenção de crédito, proteção de investidores minoritários, pagamento de impostos, comércio internacional, execução de contratos e resolução de insolvência. 

 

Aceda ao Relatório completo aqui