Notícias

Voltar
contents/comunicationnews/farmers-energy-1-min.jpg
contents/comunicationnews/farmers-energy-2-min_3356.jpg
contents/comunicationnews/processing-centers.jpg
contents/comunicationnews/processing-centers-2.jpg
contents/comunicationnews/solar-water-pump.png
contents/comunicationnews/stand_edd17.jpg
contents/comunicationnews/tembo_pitch_presentation.jpg
26 de Junho de 2017
Energia Renovável para a Mudança - Guiné-Bissau

O projecto Clubes de Agricultores Energia Renovável na região de Oio, na Guiné-Bissau, introduziu um novo foco nas actividades de energia renovável (energia solar e biocombustível) para os projectos agrícolas anteriores implementados pela ADPP Guiné-Bissau no país. A Energia Renovável é promovida neste projecto como um veículo para aumentar a produção agrícola (através de bombas de água alimentadas por fontes renováveis).


O projecto funcionou em 24 comunidades da Bissorã onde vivem 14,274 pessoas, beneficiando directamente 2,600 pequenos agricultores e suas famílias. Um total de 52 clubes de agricultores (com 50 membros em cada clube) foram estabelecidos com um plano comum de horticultura, onde os agricultores podem aplicar os novos conhecimentos adquiridos através de formações.


O projecto instalou um total de 39 sistemas de bombas de água solares e sistemas fotovoltaicos para a electrificação de 51 instituições: 11 escolas, 7 centros de saúde, 9 mesquitas e 24 centros comunitários equipados em 2014 com TVs LED, antenas de satélite e leitores de DVD e onde são realizadas aulas de alfabetização para adultos, pré-escolas e sessões de formação para membros de clubes, eventos culturais e programas diferentes de TV. O projecto também criou 7 centros de processamento equipados com 8 geradores adaptados para trabalhar com biocombustíveis, bem como 6 máquinas de descascador de arroz, 4 máquinas de moagem de milho, 7 máquinas de fabricação de manteiga de amêndoa, 7 prensas manuais para produzir óleo de cozinha, 1 máquina de extração de óleo de Jatropha. 15 dos 39 sistemas solares de bomba de água distribuem água nos campos de horticultura, 15 sistemas distribuem água potável e os 9 restantes distribuem simultaneamente água nos campos de horticultura e água para uso doméstico.


No final do Projecto e para torná-lo sustentável, foram estabelecidos planos de financiamento de microcrédito para promover a aceitação dos sistemas de energias renováveis dos agricultores nas associações e realizaram-se 8 formações sobre energias renováveis para geração de renda.


Tudo isto levou a uma área de intervenção altamente reforçada, alcançando:
 

  • O aumento do rendimento médio dos agricultores em 159%, devido ao aumento da produção agrícola (uma média de 104%) e à introdução de actividades geradoras de renda
  • Disponibilidade de água potável suficiente per capita / por dia, bem como 12-16m3 por dia / por comunidade para irrigação
  •  Uma quantidade de 136.424 kg de produtos processados nos centros de processamento
  • Estabelecimento de várias actividades geradoras de renda
  • 14 empregos criados directamente nos 7 centros de processamento e 509 empregos indirectamente criados através da equipa do projecto e accontratação de entidades prestadoras de serviços
  • Capacitar, criar conscientização e mobilizar as 12,686 pessoas em diferentes eventos relacionados com o  impacto ambiental, o reflorestamento, o aquecimento global e as fontes de energias renováveis
  • 18,657.60 kwh / ano de energia fotovoltaica fornecida às 51 instalações.

 
Participação nos EU Development Days 2017


A ADPP (Ajuda de Desenvolvimento de Povo para Povo) Guiné-Bissau foi convidada a participar nos EU Development Days (EDD) em Bruxelas em Junho de 2017. O gestor do projecto, Sr. Tembo Pilirani, representou o projecto, desenvolvido em parceria com a União Europeia, no stand da Global Village da EDD 2017. O stand mostrava a metodologia e os resultados do projecto da Facilidade de Energia que havia sido implementado na Guiné-Bissau. O Sr. Pilirani fez uma breve apresentação na sessão de lançamentos do projecto no primeiro dia do evento.


Representantes da ADPP Guiné-Bissau e colegas da Federação Humana People to People participaram nos eventos que se realizam em Bruxelas, fazendo parte de muitos debates sobre o futuro do desenvolvimento sustentável nos países da região África, Caraíbas e Pacífico (ACP). Com o objectivo de construir parcerias sólidas para o desenvolvimento, muitos novos contatos foram feitos e novas ideias foram recolhidas durante o evento. O objectivo é expandir e replicar o projecto bem-sucedido da Facilidade de Energia para outras regiões da Guiné-Bissau, com o objectivo final de alcançar todas as populações rurais com acesso a energia sustentável.


Veja aqui o vídeo sobre o projecto.

Oiça aqui ao podcast da entrevista ao coordenador do projecto Clubes de Agricultores Energia Renovável de Oio realizada em Bruxelas durante o Fórum Mundial de Desenvolvimento celebrado dias 7 e 8 de Junho.