Notícias

Voltar
contents/comunicationnews/21752377_1970683123220775_2708790031265120989_n.jpg
contents/comunicationnews/21685986_1970680166554404_375077519086009537_n.jpg
contents/comunicationnews/21761776_1970679873221100_1838463247441331995_n.jpg
contents/comunicationnews/capacarteiradeprojectosfunae.png
19 de Setembro de 2017
FUNAE lança Carteira de Projectos de Energias Renováveis

O Ministério dos Recursos Minerais e Energia através do Fundo de Energia (FUNAE), ambos Associados da ALER, lançou a 19 de Setembro corrente em Maputo, a Carteira de Projectos de Energias Renováveis, avaliada em 500 milhões de dólares americanos cujo objectivo é mobilizar financiamento privado e dos parceiros de cooperação multilateral em projectos solares e hídricos.


A cerimónia de lançamento foi presidida por S.Excia Ministra dos Recursos Minerais e Energia, Dra. Leticia Klemens que na ocasião referiu que o Governo tem vindo a intensificar as suas intervenções com vista a garantir o aumento do acesso a energia no país. A governante afiançou "que com esta carteira de projectos pretende-se abrir ainda mais espaço ao investimento e financiamento do sector privado, deixando os projectos de energias renováveis de serem executados apenas com o investimento público".


Por sua vez, o Rr. António Osvaldo Saíde, PCA do FUNAE, disse na sua intervenção que a carteira de projectos representa o instrumento de planificação e orientação complementar para o acesso a energia até 2030, no entanto, a carteira é dinâmica na medida em que há vários factores variáveis podendo sobremaneira alterar por exemplo, pelos resultados do censo populacional ou pelos levantamentos e estudos de pre-viabilidade e viabilidade em curso.


O FUNAE pretende com a iniciativa mobilizar investimento através dos seus parceiros de cooperação de modo a garantir que num horizonte de 15 anos a população moçambicana tenha acesso à energia eléctrica através destes serviços de energia, em modelos de sistemas fora da Rede Nacional, nomeadamente micro, mini-redes e pequenos sistemas autónomos.

O acesso a energia eléctrica será através do uso de fontes solares e hidricas e irão abranger todo o país.

 

Prevê-se a eletrificação de cerca de 332 vilas em todo país, com recurso a energia hídrica, através de mini redes com um total de geração de cerca de 1.000 MW, enquanto que da energia solar fotovoltáica serão cerca de 343 projectos, dos quais 10 mini-redes de média dimensão (1 a 3MW), 111 micro ou mini-redes de pequena dimensão (1 a 100 kW) e os restantes, sistemas autónomos.

Pode fazer download da carteira de projectos do FUNAE através deste link.


Fonte e Imagem © FUNAE