Notícias

Voltar
contents/comunicationnews/imagem-noticia-irena-custos.jpg
contents/comunicationnews/image-noticia-irena-empregos.jpg
28 de Junho de 2019
Os benefícios socioeconómicos das Energias Renováveis

Os novos relatórios da IRENA demonstram que a energia renovável é a fonte de electricidade mais barata em muitas partes do mundo e que emprega cerca de 11 milhões de pessoas a nível mundial, dados de 2018.

 

Com os preços em queda, a vantagem das energias renováveis em termos de custo irá prolongar-se ainda mais, segundo o relatório Custos de Produção de Energia Renovável em 2018. Isso fortalecerá as perspetivas comerciais e solidificará o papel das renováveis como motor de transformação global da energia.

 

Os custos das reduções, sobretudo no caso das tecnologias solar e eólica, deverão manter-se na próxima década. De acordo com a base de dados global da IRENA, mais de três quartos da energia eólica terrestre e quatro quintos da capacidade da energia solar fotovoltaica que serão encomendados no próximo ano produzirão energia a preços mais reduzidos do que as opções mais baratas de carvão, petróleo ou gás natural.

 

Leia o artigo na integra aqui.

 

O mais recente relatório da IRENA sobre empregos (Renewable Energy and Jobs – Annual Review) diz que onze milhões de pessoas estavam empregadas mundialmente no sector da energia renováveis no final de 2018. O estudo revela que considerando que mais países comercializam e instalam tecnologias de energia renováveis, os empregos no sector das renováveis chegaram ao seu mais elevado patamar, apesar da queda do crescimento de mercados-chave, como a China.

 

A energia solar fotovoltaica e eólica continuam a ser as mais dinâmicas de todas as indústrias de energia renovável. Correspondendo a um terço do total do fluxo de trabalho de energia renovável, a energia solar fotovoltaica continua a ocupar o primeiro lugar de 2018, à frente da hidroeléctrica, biocombustíveis líquidos e a energia eólica.

 

Leia o artigo na integra aqui.

 

Fonte e Imagem © IRENA