Notícias

Voltar
Viagem de reconhecimento da ALER a Angola
27 de Abril de 2016
Viagem de reconhecimento da ALER a Angola
Isabel Cancela de Abreu

Caros Associados, Parceiros e Amigos da ALER,


Durante o mês de Abril tive o prazer de visitar Angola para realizar a viagem de reconhecimento da ALER a este que será o nosso país prioritário durante o corrente ano de 2016.


Esta viagem foi bastante produtiva e incluiu a realização de reuniões e encontros com 40 entidades diferentes, tanto a nível público como privado, permitindo aumentar a rede de contactos da ALER, estabelecer colaborações e partilha de informação com as entidades nacionais relevantes no sector da energia.


Tive a honra de reunir com vários representantes do MINEA - Ministério de Energia e Águas, ao nível da Direcção Nacional de Energias Renováveis, Direcção Nacional de Electrificação Rural e Gabinete de Intercâmbio Internacional, além das três novas empresas públicas criadas após o Programa de Transformação do Sector Eléctrico de Angola (PTSE), a saber a PRODEL, ENDE e RNT. Todos se mostraram muito interessados em colaborar com a ALER e promover as energias renováveis.


Foi também possível identificar e reunir com algumas empresas a desenvolver projectos de energias renováveis, o que demonstra que já começa a haver alguma dinâmica e interesse do sector privado neste mercado, que procuraremos promover ao máximo. De referir também a abertura das empresas petrolíferas em recorrerem às energias renováveis no âmbito dos seus projectos de sustentabilidade e investimento social, muitos deles sem funcionar em plenas condições devido aos problemas no fornecimentos de electricidade, situação que um sistema de aproveitamento de energias renováveis poderá colmatar.


Não deverá ser esquecido que o próprio Governo também tem vindo a desenvolver iniciativas para a promoção das energias renováveis, prevendo a participação do sector privado, como por exemplo o lançamento do concurso para centrais mini-hídricas, a par da actual redacção da Agenda de Acção no âmbito do SE4All (Sustainable Energy for All) e preparação da estratégia Angola Energia 2025, que inclui um Atlas das Energias Renováveis, e que vem complementar o Plano de Acção 2013-2017 actualmente em vigor.


Para a concretização de todas estas transformações do sector energético tem sido essencial o apoio dos parceiros do Governo, quer multilaterais com destaque para o Banco Africano para o Desenvolvimento, quer bilaterais, com as quais a ALER também reuni. Não foram esquecidos outros sectores energéticos com menos destaque que a electricidade, como por exemplo a promoção de fogões melhorados e produção de carvão vegetal sustentável, como uma alternativa sustentável à enorme dependência da biomassa, e que será explorada pelo Programa de Desenvolvimento das Nações Unidas (PNUD).


Mas nem só o MINEA tem vindo a desenvolver acções de promoção das energias renováveis. O Ministério do Ambiente (MINAMB) é cada vez mais um parceiro relevante nesta matéria, principalmente após o Acordo de Paris alcançado na COP 21, e que a Senhora Ministra acabou de assinar no passado dia 22 de Abril na sede das Nações Unidas. No âmbito da actuação do MINAMB salientamos a recente criação da Associação Nacional de Empresas de Tecnologias Ambientais de Angola.


Contactei também com instituições de ensino, formação e sensibilização sobre a temática das energias renováveis, já que a formação de recursos humanos nacionais qualificados é uma das principais preocupações da ALER, e que tentaremos promover com o alargamento do projecto LERenováveis. Importa por isso destacar a visita ao Centro de Formação de Quadros de Electricidade e o encontro com a responsável do Programa de Educação Energética, "Vida, Energia e Eu".


Para o sucesso desta viagem foi essencial o apoio do IRSEA, o recente reestruturado Instituto Regulador dos Serviços de Electricidade e Água, a quem queria deixar um agradecimento especial, nomeadamente ao seu Presidente Eng. Luis Mourão e a toda a sua equipa.


Estamos muito entusiasmados para trabalhar em conjunto com todos os actores nacionais para promoção e aproveitamento do enorme potencial das energias renováveis em Angola. Contamos consigo e com todos.


Estamos juntos!


Isabel Cancela de Abreu

Directora Executiva da ALER