Notícias

Voltar
ASAER, uma nova Associação de promoção das Energias Renováveis no espaço lusófono
22 de Julho de 2021
ASAER, uma nova Associação de promoção das Energias Renováveis no espaço lusófono
Victor Fontes

Após um longo processo levado a cabo pelos membros fundadores, e que permitiu que se criasse de facto a ASAER com a publicação dos seus Estatutos, a 5 de Março de 2020, realizou-se no pretérito dia 8 de Julho a Assembleia Geral onde foram eleitos os primeiros corpos gerentes, para os próximos 3 anos.

A ASAER-Associação Angolana de Energias Renováveis, tem como missão, promover as energias renováveis em Angola.

Apesar de ter o privilégio de, neste momento, mais de 80% da electricidade produzida no país ser de origem hídrica, logo, renovável, a nossa taxa de electrificação permanece baixa, cerca de 45%, com uma larga franja da população, particularmente rural, sem acesso à electricidade, sendo o recurso a soluções diversas com energia renovável, uma das vias para a aumentar, pretendendo-se atingir os 50% até 2022.

O futuro, não temos qualquer dúvida, pertence às Energias Renováveis, e Angola, com as suas condições favoráveis, particularmente para as soluções de origem solar, biomassa e hídricas, vai poder incorporar no seu leque de soluções, uma percentagem cada vez maior de projectos que recorram a energia não poluente.

A ASAER assumiu como objectivos principais:

  • A divulgação dos benefícios da utilização das energias renováveis, através de todas as plataformas de comunicação;

 

  • O estabelecimento de parcerias com organizações congéneres nacionais e estrangeiras, banca comercial, órgãos reguladores nacionais, com o objectivo de promover as iniciativas que visam utilizar soluções com recurso a energias renováveis em Angola;

 

  • Promover programas de formação para a criação de um número cada vez maior de técnicos e especialistas em energia renovável no mercado angolano, envolvendo instituições do ensino superior, centros de formação, e todos aqueles que possam levar a cabo acções nesse sentido;

 

  • Estabelecer-se como um interlocutor do Governo no sentido de fomentar políticas que possam atrair investimento para o sector das energias renováveis, assim como criar condições para que os equipamentos necessários para a implementação dos sistemas, possam ter condições fiscais mais favoráveis;

 

  • Actuar como um facilitador junto de eventuais investidores estrangeiros, ajudando-os a orientar-se no mercado angolano, para que possam obter mais rapidamente os esclarecimentos, e estabelecer os contactos com as instituições adequadas;

 

  • Tornar-se uma plataforma de diálogo e uma ponte entre as diversas entidades que intervenham no mercado de créditos de carbono.

 

Uma palavra de agradecimento à ALER, que desde a primeira hora nos encorajou e nos prestou todo o seu apoio, disponibilizando-nos toda a sua experiência na criação da nossa Associação, cientes que será uma parceira de enorme valia e que nos acrescentará valor.

Convidamos, pois, todos os que se identificam com a nossa causa a juntarem-se a nós, pois juntos conseguiremos, certamente, atingir mais facilmente os nossos objectivos.


Victor Fontes, Presidente da Direcção da Associação Angolana de Energias Renováveis