Notícias

Voltar
Cabo Verde tem novo Sistema de Gestão de Informação Energética
29 de Junho de 2021
Cabo Verde tem novo Sistema de Gestão de Informação Energética

No dia 29 de Maio, o Ministério da Indústria, Comércio e Energia de Cabo Verde, em parceria com o Programa de Apoio ao Sector da Energia, PASER, e financiado pela Cooperação Luxemburguesa, apresentou, na cidade da Praia o novo sistema de gestão de informação energética. Uma plataforma eletrónica que irá contribuir para a recolha, o tratamento e transformação de dados sobre o sector.

 

O Sistema de Gestão de Informação Energética enquanto plataforma energética irá fornecer dados de apoio na formulação da estratégia de desenvolvimento sustentável, na elaboração de políticas, no planeamento e monitorização do sector de energia. Disponibilizando num único sítio informações relevantes para o sector, o que proporcionará mais confiança e transparência na gestão do Sistema Energético Nacional.

 

O objectivo final do SGIE é, entre outros, desburocratizar os processos de registo dos profissionais técnicos do sector, a partilha de informação entre os stakeholders sectoriais, administrar os processos de registo de empresas, dos sistemas de produção e licenciamento das centrais de produção.

 

De relembrar que o país já registou avanços importantes no domínio da eficiência energética, nomeadamente, a substituição de iluminação pública por lâmpadas LED; a introdução de contadores inteligentes, a instalação de laboratórios modernos de aferição de contadores  e de controlo de medições, o novo Centro Nacional de Despacho com o sistema SCADA/EMS/DMS,  a criação do Sistema nacional de Etiquetagem e Requisitos dos Equipamentos Elétricos e a aprovação do Código de Eficiência Energética em Edifícios.

 

Esta plataforma é mais um passo na grande aposta do Governo para acelerar a transição energética, com vista a atingir os 30% de produção a partir de fontes renováveis até 2025, ultrapassar os 50 em 2030 e alcançar os 100% em 2040.

 

A experiência de outros PALOP – Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa

 

O sistema de gestão de informação energética poderá assim servir de exemplo para outros países como Moçambique e Angola que ainda não possuem nenhum sistema. A proposta de revisão da lei geral da electricidade de Moçambique inclui a criação de um cadastro energético que corresponderá a uma base de dados contendo informação relativa à matriz energética nacional

 

Ao nível dos Países Africanos de Língua Portuguesa, apenas a Guiné-Bissau tem um Sistema de Informação Energética, o SIE-UEMOA, implementado ao nível da região. O SIE-UEMOA consiste numa plataforma energética que centraliza dados dos países da zona da União Económica e Monetária do Oeste Africano (UEMOA), permitindo aceder e comparar os dados do sector a nível nacional e regional.

 

Em São Tomé e Príncipe, o projecto GEF/ONUDI prevê a criação de uma base de dados do sector, incluída no recentemente criado website. O projecto está ainda a apoiar no cálculo do balanço energético utilizando o LEAP em cooperação com o Stockholm Environment Institute.

 

Mais informação sobre o sistema de gestão de informação energética de Cabo Verde disponível aqui.

 

Fonte e Imagem © Governo de Cabo Verde