Notícias

Voltar
Celebrar dois anos de colaboração frutuosa para a promoção das energias renováveis em Moçambique
2 de Dezembro de 2021
Celebrar dois anos de colaboração frutuosa para a promoção das energias renováveis em Moçambique
José Mestre, Coordenador GET.invest Mozambique

Caros leitores,

 

Este mês celebramos o segundo aniversário da GET.invest Mozambique, a country window moçambicana da GET.invest. O GET.invest é um programa europeu que mobiliza o investimento em energias renováveis, apoiado pela União Europeia, Alemanha, Suécia, Países Baixos e Áustria. Desde 2019 que o programa opera a country window do país em Moçambique, financiada pela União Europeia e pela Alemanha, implementada pela Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit (GIZ).

 

O GET.invest Mozambique, como tal, faz parte da PROMOVE ENERGIA - uma estratégia abrangente entre a UE e o Governo de Moçambique para fornecer às famílias e empresas em áreas rurais, acesso a energia sustentável e acessível. No âmbito desta estratégia, o GET.invest Mozambique, juntamente com o Centro de Recursos Energéticos (CEI), faz parte do Mecanismo de Preparação de Projectos, que visa garantir um ambiente comercial adequado, capacidade suficiente de todas as partes interessadas e uma carteira de projectos de investimento.

Aproveitemos este aniversário como uma ocasião para reflectir sobre os acontecimentos e as realizações dos últimos dois anos, e para nos debruçarmos sobre o que ainda está por vir!

 

Numa análise retrospectiva de dois anos, um dos principais objectivos já se encontrava no início do envolvimento da GET.invest em Moçambique: contribuir para a melhoria do acesso a energia limpa e acessível no país. A realização de tal objetivo pode ser metaforicamente visto como a montagem de um quebra-cabeças que requer várias peças para se encaixar; e isso talvez melhor descreve a abordagem de GET.invest.

 

Continuando a missão geral de mobilizar investimentos em energias renováveis, o GET.invest Mozambique tem trabalhado com diferentes peças de puzzle para apoiar o acesso ao financiamento e financiamento de projectos e empresas de energia limpa em Moçambique.

 

Uma dessas peças é a estreita colaboração com associações que perseguem os mesmos objetivos. Aqui, por exemplo, estabelecemos uma forte parceria com a ALER e a AMER (Associação Moçambicana de Energias Renováveis) e desde então temos prestado apoio mútuo às nossas actividades.

 

Outra peça é a assessoria de developers privados e empresas no acesso ao financiamento. Para além dos recentes esforços do Governo moçambicano na criação de um quadro regulamentar mais benéfico para os investimentos do sector privado em energias renováveis, em particular nas zonas rurais, fornecemos serviços práticos e personalizados de consultoria para estes privados através do nosso GET.invest Finance Catalyst e uma equipa de consultores experientes.

 

Outra peça é fornecer informações sobre o mercado e as condições. GET.invest Moçambique juntamente com a ALER e outros parceiros, criou vários briefings sobre o mercado de energias renováveis e está atualmente a preparar dois Market Insights que fornecem informações direcionadas sobre o uso de energia solar fotovoltaica nos sectores comercial e industrial, e o desenvolvimento de projetos de energias renováveis por Produtores de Energia Independentes. Ambos os Market Insights terão informações detalhadas sobre o potencial de mercado, ideias e modelos de negócios, para facilitar as análises de viabilidade do projeto e a tomada de decisões por investidores privados, incluindo decisões sobre esquemas de financiamento de capital estrangeiro. Assim, empresas e investidores poderão trabalhar com mais eficiência e economizar recursos durante a fase de desenvolvimento dos investimentos.

 

Outra peça do puzzle são os bancos domésticos e o seu papel no financiamento das energias renováveis. Dada a clara necessidade de financiamento em moeda local por parte dos promotores de projetos e empresas moçambicanas, estamos também a trabalhar para acelerar a participação dos credores nacionais no financiamento de energias renováveis. Assim, o GET.invest celebrou parcerias com o Banco Nacional de Investimento (BNI), o Banco Comercial de Investimentos (BCI), o Banco Internacional de Moçambique (BIM) e o Moza Banco para reforçar as suas competências em análise de risco e conhecimento dos diferentes tipos de modelos de negócios no sector de energias renováveis ​​por meio de sessões de coaching e treinamento sob medida.
Tivemos oportunidade de abordar este tema na última conversa ALER "Papel dos Bancos Nacionais no Financiamento do Sector das Energias Renováveis"

 

Por último, uma peça do puzzle são eventos que reúnem os diferentes atores do setor das energias renováveis ​​e que lhes permite detectar e potenciar sinergias conjuntas. Depois de facilitar uma série de eventos de sucesso no passado, temos outro recentemente: o evento “Renováveis ​​para o autoconsumo”, que organizámos em conjunto com a ALER a 30 de novembro para atingir o mercado de energia de autoconsumo, especialmente os Setores Comercial e Industrial (C&I) e destacar os benefícios das Energias Renováveis ​​para as empresas desses setores e identificar fontes de financiamento. O evento contou com oradores da Embaixada da Alemanha e da Delegação da União Europeia em Moçambique.

 

Por último, uma peça de puzzle são eventos que reúnem os diferentes atores do setor das energias renováveis e permitem-lhes detetar e potenciar sinergias conjuntas. Depois de termos hospedado uma série de eventos de sucesso no passado, organizámos outro apenas esta semana: o evento “Renováveis para Autoconsumo em Moçambique” que organizámos em conjunto com a ALER a 30 de Novembro para atingir o setor de Auto-consumo, em especial os setores Comercial e Industrial (C&I ) e destacar os benefícios das energias renováveis para as empresas desses setores e identificar fontes de financiamento.

Convidamo-lo cordialmente a verificar as apresentações e gravações, inclusive de oradores da Embaixada da Alemanha e da Delegação da União Europeia em Moçambique, caso não tenha podido participar ou se deseje revisitar os diversos debates.


Antes de concluir, gostaríamos de agradecer à ALER pela excelente colaboração ao longo dos últimos dois anos e esperamos que continue nos próximos anos.

 

Com os melhores votos,

José Mestre, Coordenador do GET.invest Mozambique