Notícias

Voltar
EDPR continua a investir em projectos para apoiar comunidades rurais através de energias renováveis
29 de Janeiro de 2021
EDPR continua a investir em projectos para apoiar comunidades rurais através de energias renováveis

O tema da necessidade da universalização do acesso à energia, continua a merecer especial atenção pelos Governos e pelas instituições internacionais da cooperação e do desenvolvimento, pois o número de pessoas sem eletricidade continua a atingir quase 800 milhões, e sem este recurso muito dificilmente podem ambicionar progresso e igualdade de oportunidades, quebrando de vez o ciclo da pobreza.

 

A EDPR, Associada da ALER, continua a investir em empresas em África, as quais com recurso às energias renováveis implementam soluções off-grid de geração, distribuição e comercialização de electricidade, em comunidades rurais de zonas remotas. Em paralelo a EDP faz investimentos sociais na atribuição de subsídios para a electrificação de projectos comunitários.

 

Assim, desde 2018 e com uma verba anual de 500.000 Euros, a EDP dispõe para o efeito de um Fundo de responsabilidade social. Educação, saúde, agricultura, negócios e comunidade, são as cinco áreas prioritárias para os apoios deste programa. Na última edição foram apoiados projectos como:

 

  • Energia solar para sistema de irrigação por bomba de água, iluminação do centro de formação e oficina de artesãos para melhorar a qualidade de vida no distrito de Matutuine, por meio de segurança alimentar, reflorestamento e geração de rendimento. (VIDA ONGD - Moçambique)
  • Esquema de Irrigação Sustentável em Mabinju: 10 sistemas de irrigação gota a gota com bomba solar para 10 grupos de agricultores e 2 tanques de água para cada grupo (Kar Geno - Quénia)
  • Sistema solar de 15 kWp para o centro de formação comunitária, para permitir que jovens de um bairro de lata tenham acesso a formação vocacional para um emprego remunerado (DADREG – Quénia)
  • Sistema solar de 20 kWp para o Centro Comunitário, que acolhe órfãos e crianças vulneráveis, incluindo jardim de infância, escola primária e secundária, orfanato, clínica médica e laboratório de informática. (Centrum Narovinu - Quénia)
  • Sistema solar de 39,6 kWp para um hospital e 26 equipamentos solares de aquecimento de água, para evitar falta de energia frequente, reduzir a conta da energia elétrica e substituir o consumo de diesel dos grupos geradores de reserva. (Aga Khan - Tanzânia)
  • Sistema solar de 10 KWp para o Centro Vocacional e Educação Profissional para iluminação e criação de uma oficina de energia solar. (Salesianos Don Bosco - Nigéria)
  • 50 bombas de energia hidroelétrica e 50 kits de irrigação para 250 pequenos agricultores para praticar agricultura de irrigação durante a estação seca. (aQysta - Malawi)
  • 2 sistemas solares de 1,8 kWp para bombeamento de água em 2 escolas e comunidades vizinhas, permitindo o acesso a água potável. (UNICEF - Malawi)

 

Dado o impacto que estes projectos têm tido na mudança de vida de milhares de beneficiários, a EDP vai manter este Programa tendo recentemente dado início a uma 3ª edição do Fundo CSR A2E, que neste período de 2020/2021, estará disponível para os seguintes países: Angola, Maláui, Moçambique, Nigéria e Ruanda.

 

Saiba mais sobre o Fundo aqui.