Notícias

Voltar
Energias Renováveis: a nova abordagem da EDM para acelerar o Acesso Universal de Energia em Moçambique
31 de Janeiro de 2022
Energias Renováveis: a nova abordagem da EDM para acelerar o Acesso Universal de Energia em Moçambique
Olga Utchavo - Directora de Energias Renováveis

Diante dos desafios de electrificação no País e alinhado aos Objectivos de Desenvolvimento Sustentáveis (ODS) das Nações Unidas, a Electricidade de Moçambique, E.P. (EDM) está comprometida com o alcance do Acesso Universal de Energia para todos os Moçambicanos até ao ano 2030. Neste processo, a aposta nas Energias Renováveis é relevante.

 

Um levantamento do potencial existente, elaborado no quadro da Política de Desenvolvimento de Energias Novas e Renováveis, confirmou a existência, em todo o território nacional, de uma radiação elevada e consistente, sendo o sol a fonte de energia mais abundante no País.

 

No actual contexto de transição energética em curso no País, as Centrais de Energias Renováveis, nomeadamente, Solares e Eólicas, tornaram-se a nova aposta da EDM, por serem tecnologias limpas, soluções de menor custo e de rápida implementação, tendo em conta a acessibilidade das tecnologias de Energias Renováveis, bem como a preocupação com a temática das mudanças climáticas e o compromisso com as reduções de emissões de gases de efeito de estufa.

 

Em 2018, alcançámos um marco histórico de transição energética, com a construção da primeira Central Fotovoltaica de média escala ligada à Rede Eléctrica Nacional (REN) em Mocuba, Província de Zambézia, com uma capacidade de 40MWp, que veio mitigar o défice de energia na região norte de Moçambique. Igualmente, estão em curso outros projectos de Centrais Solares de produção de energia em diferentes estágios de desenvolvimento decorrentes de iniciativa privada.

 

A implementação do Programa de Leilão em Energias Renováveis (PROLER), com o lançamento do concurso para a selecção do parceiro estratégico para o desenvolvimento da Central Solar de Dondo, 30MW, representou, por sua vez, um avanço significativo no melhoramento do quadro regulatório e legal do Sector de Energias Renováveis, tornando o processo de Procurement mais transparente e competitivo na mobilização de financiamento para a sua implementação.

 

Portanto, a mudança de paradigma com a entrada de novos produtores independentes com tecnologias variáveis e intermitentes, bem como a implementação de programas como PROLER, GETFit e IFC Scalling Solar, remete-nos aos desafios de estruturação e regulamentação do mercado moçambicano, sendo importante que o sector privado continue com o seu programa de inserção de Energias Renováveis, devendo merecer o apoio estratégico do Governo.

 

Estes investimentos são determinantes para o alcance da meta do Acesso Universal à Energia, no âmbito do Programa Energia para Todos (ProEnergia), sobretudo nas zonas rurais, onde o uso de sistemas solares residenciais é predominante. Além disso, está comprovado que as Energias Renováveis são sustentáveis e acessíveis.

 

Enquanto associado e parceiro estratégico e membro da ALER, organismo promotor de investimentos em Energias Limpas e Renováveis e no melhoramento do ambiente de negócios nos países lusófonos, a EDM compromete-se em colaborar nas diversas iniciativas em curso e futuras, porque acredita na viabilidade das energias alternativas, também elas amigas do ambiente.

 

Portanto, o alcance deste desiderato só será possível se estivermos juntos e engajados por um mundo que valoriza as energias limpas e promove activamente a eficiência energética em alinhamento com os Objectivos de Desenvolvimento Sustentáveis das Nações Unidas.

 

Eng.ª Olga Utchavo Madeira

Directora de Energias Renováveis - EDM