Notícias

Voltar
Governo de Cabo Verde lança concurso para instalação de 40 postos de carregamento para veículos eléctricos
15 de Julho de 2022
Governo de Cabo Verde lança concurso para instalação de 40 postos de carregamento para veículos eléctricos

O Governo de Cabo Verde anunciou a 28 de Junho, o Concurso Público Internacional para selecção de uma concessionária para a instalação e operação do serviço público de, pelo menos, 40 postos de carregamento de veículos eléctricos na modalidade Construir, Possuir, Operar e Transferir (Build, Own, Operate and Transfer – B.O.O.T) com apoio financeiro do Governo de Cabo Verde e no âmbito do projecto Promoção da Mobilidade Eléctrica em Cabo Verde (ProMEC).

 

O Ministério da Indústria, Comércio e Energia (MICE), com o apoio e coordenação da GIZ, pretende estabelecer uma infraestrutura de recarga com pelo menos 40 postos de carregamento público para viaturas eléctricas, mediante uma parceria público-privada, enquadrada no ProMEC, financiado pela NAMA Facility.

 

O projecto tem como objectivo principal a promoção dos veículos eléctricos (VEs) em Cabo Verde de forma a atingir uma quota significativa dos mesmos, no parque automóvel do país, reduzindo a emissão de combustíveis fósseis e de emissões de GEE, e acelerar o cumprimento das metas traçadas na Carta de Mobilidade Eléctrica (CPME) e no Plano de Acção de Mobilidade Eléctrica (PAME). Mais informações sobre o projecto disponíveis aqui.

 

No âmbito da pertinência da mobilidade eléctrica em Cabo Verde, a empresa Águas de Ponta Preta, Associada da ALER, elaborou um artigo técnico da autoria do Engenheiro Randi Graça sobre os “Custos de recarga de veículos eléctricos com a actual divisão tarifária em Cabo Verde”.

 

O artigo refere que “Outra medida publicada em Fevereiro de 2022, consiste em incentivos financeiros aos particulares ou instituições que decidem adquirir viaturas eléctricas ou até mesmo, postos de recarga, de modo a acelerar a transição”.

 

Acrescenta ainda que “tendo em conta a fase transitória em que Cabo Verde está neste momento, no que diz respeito à Mobilidade Eléctrica, as tarifas aplicadas em cada posto de recarga, irão depender da potência da instalação eléctrica, onde será instalado o equipamento e da tarifa aplicada no local. No caso de residências familiares, o mais provável é que a tarifa aplicada para a electricidade seja de BTN e consequentemente, a electricidade administrada por um posto de recarga instalada na mesma residência para uso particular, iria usufruir desta mesma tarifa, dependendo da potência contratada.”


Conclui-se que “não se está a considerar as prováveis taxas comerciais que podem ser aplicadas pelo instalador ou pelo gestor da infra estrutura de recarga, caso a gestão do equipamento seja feita por terceiros, e também, o cenário assumido consiste na ausência de uma tarifa de electricidade específica para a Mobilidade Eléctrica, dada a fase transitória e experimental em que o mesmo se encontra, no país”.

Consulte o artigo completo aqui.