Notícias

Voltar
contents/comunicationnews/imagem_monte-trigo-3.jpeg
contents/comunicationnews/imagem_monte-trigo-2_1080.jpg
contents/comunicationnews/imagem_monte-trigo.jpg
31 de Março de 2020
Operacionalização da Casa do Gelo de Monte Trigo

O Projecto “Reforço do Acesso à Energia Sustentável para impulsionar actividades geradoras de rendimento” é uma iniciativa de desenvolvimento comunitário que objectiva a melhoria do acesso aos recursos energéticos como veículo de aproveitamento das oportunidades de desenvolvimento nomeadamente das actividades geradoras de rendimento e fomento do empreendedorismo na localidade de Monte Trigo, Cabo Verde. Esta iniciativa somente foi possível, por ser uma aliança de vários actores que trabalham de forma conjunta e complementária para a execução do Projecto. A aliança foi fundamental para a mobilização de recursos financeiros, técnicos e tecnológicos para a implementação do projecto. Fazem parte deste esforço conjunto coordenado pela Associação de Desenvolvimento Comunitário de Monte Trigo (Agripesca), GEF SGP (Programa das Pequenas Subvenções do Fundo Mundial para o Meio Ambiente), Ministério do Turismo e Economia Marítima através do FSST (Fundo Sustentabilidade Social para o Turismo), a Câmara Municipal do Porto Novo e Águas de Ponta Preta (APP, LDA), Associada da ALER.  Esta parceria inspira-se no objectivo 17 dos ODS (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável), que reconhece o valor das alianças inclusivas e construtivas em prol do desenvolvimento sustentável.

 

O projecto  arrancou em Maio de 2019 e o fecho está previsto para Abril de 2020. Durante os 11 meses de implementação do Projecto, a APP, LDA assumiu o papel de co-coordenador do projecto, assumido a gestão administrativa, financeira e técnica do projeto, que se divide em três principais componentes:

  1. Requalificação e instalação do sistema solar fotovoltaico na Casa do Gelo;
  2. Reforço das capacidades da associação comunitária;
  3. Empregabilidade Feminina.

 

No âmbito da primeira componente do projetco, as obras de requalificação e instalação de sistema solar fotovoltaico na Casa do Gelo já se encontram praticamente concluídas devendo a Agripesca receber provisoriamente a infraestrutura. Neste momento, a Casa do Gelo encontra-se em fase de testes e já produz gelo para a comunidade piscatória de Monte Trigo. A Casa do Gelo passa a ter uma capacidade de produção de gelo de 1.000 Kg por dia com cobertura de energia 100% limpa, a partir de uma central solar fotovoltaica autónoma de 14,85 kWp de potência instalada e baterias com 78,8 kWh de capacidade de armazenamento de energia eléctrica. A APP,LDA coordenou todo processo de procurement, contratação, seguimento e aceitação da obra.

 

No quadro do reforço das capacidades da associação comunitária, a APP, LDA durante a implementação do projecto, a presidente da AGRIPESCA foi assistida em todo este processo, de forma contínua, desde uma perspectiva de formação contínua. Igualmente foi ministrado no dia 22 de Janeiro um curso de reforço das capacidades associativas.

 

Na empregabilidade feminina, foram desenvolvidas várias acções. A primeira foi a mobilização do IEFP como parceiro do projeto. A entidade já realizou algumas atividades nomeadamente ministrou o Curso PIN de 70 horas. Estão previstos 10 KITS para iniciativas empresariais entre as mulheres. No âmbito da coordenação do projeto foi ministrado um curso sobre Genéro e desenvolvimento comunitário, no dia 23 de janeiro. Ainda sobre a empregabilidade feminina a gestão da casa do gelo será realizada por mulheres (entre uma das formadas do projeto).

 

Monte Trigo, que em 2012 converteu-se na primeira localidade do país em usufruir de um serviço eléctrico 100% renovável, passa a ter duas centrais solares fotovoltaicas com uma potência instalada conjunta de 54,15 kWp.

 

Fonte e Imagem © Águas de Ponta Preta