Notícias

Voltar
UNIDO divulga oportunidade de trabalho para o cargo de Especialista Técnico do CEREAAC em Angola
21 de Outubro de 2022
UNIDO divulga oportunidade de trabalho para o cargo de Especialista Técnico do CEREAAC em Angola

A UNIDO está a recrutar um Especialista Técnico para apoiar o CEREEAC IED em Luanda, Angola.

 

Sob a supervisão do Gerente de Projecto da UNIDO e da sua equipe, o Especialista Técnico apoiará o CEREEAC IED no estabelecimento do centro, auxiliando nos seus principais processos operacionais, estruturas de qualidade, programas técnicos e parcerias. O IED tem a responsabilidade geral de gestão e poder de decisão do CEREEAC, para o qual o Técnico Especialista contribuirá com conhecimentos técnicos para o estabelecimento do centro. O TE reportará ao Gestor de Projecto da UNIDO e ao IED no contexto da reunião regular de coordenação.

 

Tendo em vista o estágio inicial do processo, será necessária uma “abordagem prática” pró-activa do especialista da UNIDO. Isso inclui flexibilidade e abertura para uma ampla gama de actividades relacionadas com a criação de instituições, desenvolvimento e implementação de programas técnicos. O TE entende a atribuição como um apoio pontual e limitado à gestão do CEREEAC, lidera pelo exemplo e garante a transferência de conhecimento e experiência para a equipa local da África Central. Todas as actividades devem ser direccionadas para o fortalecimento da equipa local do CEREEAC e a sustentabilidade a longo prazo do centro, após o encerramento do projecto UNIDO.

 

O especialista deve construir excelentes relacionamentos com a gestão e equipa do CEREEAC, demonstrar empatia, integridade e compaixão, o que lhe permitirá contribuir para o desenvolvimento institucional positivo como coach e mentor. A atribuição exigirá altos níveis de diplomacia, resiliência e persuasão. Além disso, o especialista deverá auxiliar a equipa da UNIDO no desenvolvimento de actividades e projectos conjuntos, em colaboração cruzada com os outros centros da GN-SEC.

 

O contrato de trabalho terá a duração de um ano, com possibilidade de extensão para quatro anos. A atribuição requer a mudança imediata para Luanda, Angola (não é possível trabalhar remotamente a partir de outro país).

 

Mais informações, disponíveis aqui.