Notícias

Voltar
contents/comunicationnews/img_8942_8817.jpg
contents/comunicationnews/img_8969_607.jpg
contents/comunicationnews/img_9125_5202.jpg
contents/comunicationnews/20160811_114159_5878.jpg
contents/comunicationnews/img_0169.jpg
8 de Agosto de 2016
KULIMA juntamente com parceiros desenvolve acções para promover a educação na divulgação das energias renováveis

KULIMA, em parceria com outras organizações, tem vindo a desenvolver várias acções  para promover a educação na divulgação das energias renováveis, nomeadamente a capacitação dos alunos das escolas da Cidade de Maputo e a organização de um workshop regional.


Acções de capacitação nos clubes ambientais e de energias nas escolas


No dia 14 de Julho, a KULIMA capacitou os clubes ambientais e de energias das escolas secundárias Comunitárias 04 de Outubro e Santo António da Malhangalene, após já o ter feito anteriormente nas escolas primárias EPC Polana Canico e EPC Maguiguana.


Nesta capacitação, os clubes amigos do ambiente tiveram informação sobre as formas de mitigação de mudanças climáticas, como a plantação de árvores, o uso sustentável de energias através de fogões melhorados que poupam lenha e carvão, entre outras.
 

Até ao momento, a KULIMA já criou 10 clubes a nível da região Sul onde realiza actividades com escolas. As crianças são excelentes veículos de transmissão de informação e conhecimento. É importante que recebam estas informações desde pequenos para que cresçam com a consciência de como se deve preservar a natureza e assim viver num mundo melhor.

 

Segundo os presentes, a informação recebida vai ser difundida nas escolas onde as crianças estão inseridas, nas suas famílias e nas próprias comunidades onde vivem para a mudança de comportamento em prol da natureza. “A pequenada demonstrou que só aprendendo a fazer é que se chega longe. Esqueceram as carteiras das escolas e espalharam-se nas suas comunidades para produzir os fogões nas famílias carentes que usam a lenha na Cidade de Maputo.”, disse a Organização.

 

Esses fogões além de económicos e feitos de material local, apresentam impactos positivos para o meio ambiente e para a saúde das famílias por emitirem pouco fumo evitando várias doenças respiratórias, de visão e outras associadas a inalação de fumo.

Workshop regional para debater o papel da educação na promoção de energias sustentáveis

Nos dias 2 e 3 de Agosto, a KULIMA, em parceria com o FEDESMO e a Naturvernforbundet (Friends of the Earth Norway), organizaram um workshop regional na Praia de Xai-Xai, em Gaza, para debater o papel da educação na promoção de energias sustentáveis. Matérias relacionadas com o meio ambiente devem ser de domínio obrigatório nas instituições de ensino.

 

Para atingir o propósito de incentivar o uso sustentável dos recursos disponíveis na natureza, sem destruir o ecossistema, tem-se recorrido à estratégia de atribuição de 20% das receitas de exploração dos recursos às comunidades. Este incentivo ajuda a população a compreender a necessidade de preservação ambiental em cada região.
 

No encontro foi unânime que existe espaço para abordar os assuntos relacionados com as energias renováveis e o ambiente nas diferentes disciplinas e destacou-se a importância de fazer a ligação à comunidade. No fim do workshop, foi elaborado um plano de acção regional de 6 meses para reforçar as actividades que têm vindo a ser desenvolvidas no âmbito de promoção das energias e ambiente, principalmente com escolas.

 

A KULIMA tem vindo a desenvolver um intenso trabalho junto dos institutos de ensino, incluindo turmas da 4ª à 12ª classe de Maputo, Gaza e Inhambane, o que remete para a expressão popular “de pequenino é que se torce o pepino”.
 

Este workshop contou com a participação de organizações, escolas, Conselho Municipal, Universidades e Instituições do Governo que trabalham na área de energia e de alterações climáticas de Maputo, Gaza e Inhambane. Participaram igualmente no encontro associações de defesa do meio ambiente, como a Associação Amigo da Natureza (ANA), de Gaza, a Associação Cultural de Desenvolvimento Sustentável de Inhambane (ACUDES) e Livaningo.


Para mais informações sobre a KULIMA consulte o website aqui.

Fonte e Imagens ©  KULIMA