Notícias

Voltar
Colaboração da UNIDO permitiu tornar São Tomé e Príncipe o primeiro beneficiário do Programa OTEC
27 de Outubro de 2021
Colaboração da UNIDO permitiu tornar São Tomé e Príncipe o primeiro beneficiário do Programa OTEC

Os oceanos possuem um potencial de energia renovável abundante e pouco explorado, que pode impulsionar a economia dos pequenos estados insulares. As tecnologias de energia renovável marítima oferecem claras sinergias e oportunidades de transição de empregos e tecnologia com a indústria marítima de petróleo e gás, além de dessalinização e aquicultura, entre outras.

 

O desenvolvimento de energia oceânica e marítima pode, portanto, alinhar-se estreitamente com a Agenda de Desenvolvimento Sustentável para 2030, bem como disponibilizar às comunidades insulares e costeiras opções de recuperação seguras para o clima no decorrer da pandemia de COVID-19.

 

O Governo de São Tomé e Príncipe anunciou recentemente a parceria com o Programa Global OTEC para o desenvolvimento da primeira plataforma Flutuante de Conversão de Energia Térmica Oceânica do país.

 

A OTEC, Conversão de Energia Térmica Oceânica é uma tecnologia de energia renovável aplicável as áreas tropicais e subtropicais.. A energia é produzida usando o diferencial de temperatura entre a superfície do oceano e as águas profundas.

 

Esta parceria foi possível graças a cooperação da UNIDO que permitiu, em setembro de 2019 o país passasse a pertencer à família SIDS -DOCK (Pequenos Estados Insulares em Desenvolvimento), através da assinatura de um Memorando de Entendimento, levando posteriormente à parceria com o programa OTEC. Para além disso, a UNIDO irá financiar parcialmente um estudo de pré-viabilidade do projecto que terá início brevemente.

 

O projecto OTEC no país é visto como uma das futuras opções para São Tomé e Príncipe reduzir a dependência de combustíveis fósseis, como consequência a descarbonização.

Mais informação em https://www.unido.org/